Glossário
Header shadow

Locais de plantio

Recuperação das Margens do Rio Macacu

O Projeto de Recuperação Ambiental da Bacia do Rio Macacu implica em investimento em ações de reflorestamento de matas ciliares, com o plantio de milhões de mudas de Mata Atlântica, e na criação do Parque Fluvial do Rio Macacu. O trabalho de reflorestamento está sendo feito por 150 apenados do sistema prisional fluminense.

O parque fluvial forma um corredor florestal ao longo das margens do rio – que nasce no Município de Cachoeiras de Macacu, a mais de 1.700 metros de altura –, a partir dos limites do Parque Estadual dos Três Picos, no interior da APA da Bacia do Rio Macacu. O projeto de recuperação da bacia inclui obras de recuperação do Rio Macacu e de seu efluente Guapiaçu.

De autoria do paisagista Fernando Chacel, o projeto do Parque Fluvial do Rio Macacu prevê a construção de trilhas, coreto e até um cinema ao ar livre, que servirão de ponto de atração turística e de integração da população da região.

Com uma superfície de 1.250 km² e abrangendo parte dos municípios de Cachoeiras de Macacu, Guapimirim e Itaboraí, a Bacia do Rio Macacu tem importância estratégica para o estado. As águas do rio, tratadas no sistema Imunana/Laranjal, abastecem milhares de habitantes e indústrias nos municípios de São Gonçalo, Niterói e Cachoeiras de Macacu, além da Ilha de Paquetá.

Padrinhos neste local

Hr bg