Glossário
Header shadow

Espécies apadrinhadas

Baru Dipteryx alata

O Baruzeiro é uma leguminosa arbórea da família Fabaceae, de porte frondoso, com até 15 m de altura, com o tronco podendo atingir 70 cm de diâmetro e copa medindo de 6 a 8 m de diâmetro, densa e arredondada. O tronco é ereto e casca de coloração cinza;

Floresce de novembro a maio.

A árvore tem vida útil em torno de 60 anos
. Com copa densa e arredondada, apresenta crescimento rápido, sendo importante para fixação de carbono da atmosfera. Tem sua primeira frutificação com cerca de 6 anos, sendo este período bastante variado em função das condições de solo e água. A época da frutificação se estende de outubro a março.

Os frutos tem formato ovoide, levemente achatado e de cor marrom-claro; o endocarpo é bastante duro e protege o interior do fruto que contém a amêndoa, de cor castanho-escuro e textura lisa brilhante. 

A espécie também apresente outras denominações regionais, como: cumbaru, cumaru, barujo, coco-feijão, cumarurana, emburena-brava, feijão-coco e pau-cumaru.

As sementes do baru são usadas de diversas formas na alimentação humana. A castanha de baru, além de ser um alimento muito versátil, é rica em proteínas, ácidos graxos, vitaminas e minerais essenciais para uma alimentação saudável. É saborosa, de aroma e sabor suaves, lembrando um pouco a castanha de caju.

A Castanha do Baru pode ser consumida in natura, torrada ou como ingrediente na elaboração de pratos doces e salgados, como as paçocas (doces ou salgadas), pés-de-moleque, mousses, farinha, óleo, biscoitos, brigadeiro, sorvetes e tudo o mais que a criatividade do cheff permitir.

 A polpa dos frutos pode ser aproveitada para a extração de farinha
, utilizada em substituição à farinha branca na panificação.

* O uso de qualquer planta medicinal deve ser indicado e ministrado por médico ou pessoa capacitada que conheça seguramente a espécie envolvida, seus usos e contra-indicações. Este conteúdo visa apenas informar as utilizações mais comuns das espécies citadas, e desaconselhamos qualquer tipo de automedicação, pois o uso de indevido de algumas plantas pode trazer sérios riscos a vida.
Hr bg